Cheiro de terra molhada

Noite passada fui com meu primo para a chácara do pai dele, meu tio (óbvio) na tentativa de avistarmos a chuva de meteoro que tem sido possível presenciar nos últimos dias, mas que poucos sabem. Até avistamos um ou dois rastros, mas nada muito intenso como proposto por algumas pessoas.

Mas foi tão bom estar ali, aquele cheiro de terra molhada pela chuva, os grilos, sapos coachando, até um escorpião achamos passeando lá por perto, mas pude dormir em uma paz e tranqüilidade que a muito não tinha.

Isso é uma parte das férias, e é parte do motivo de estar demorando a postar aqui.

Essas minhas férias que estão mais conturbadas que tudo, porque não parei um minuto, essas minhas férias que obrigações com a manutenção da moto arrancaram meu coro colocando em risco minha viagem ( por falta de grana), essas minhas férias que nem sei que viajar, essas minhas férias que mesmo com tantos problemas, e dificuldade ainda encontro um paz que preciso pra sair da rotina estressante do trabalho. Encontro essa paz em Deus, encontro essa paz na minha familia amada que me dá tantas forças, na minha namorada que aguenta e escuta todas as minhas lamentações, e olha que não são poucas, nos meus amigos que também estão sempre prontos a me ajudar, são estas as forças que me sustentam ao longo do ano, e que me sustentam agora também nas férias, mesmo que eu não possa viajar, mas seu puder com certeza vai ser melhor =D

Grande abraço!

Lucas Rigamont


P.S: Fotos tiradas na chácara do meu tio, tentando brincar com macro-fotografia.