Não

Vou começar a postar algumas poesias minhas, comentem, espero que gostem!

Grande abraço!

Lucas Rigamont

Não

Não

Palavra dura

Mas as vezes de amor

Palavra que machuca

Mas que pode salvar

Palavra dita para machucar

Ou para restaurar.

“Não pode”

“Não deve”

“Não te amo”

“Não chore”

“Não te quero”

“Não Sofra”

“Não”

Palavra que soa aos ouvidos

Como um sino incessante

Atordoante

Que rasga o coração

Com uma faca sem corte

Dor.

Palavra que atordoa

Repetindo em nossa mente

Incessantemente

Como o som de uma corrente

Que soa a noite

Rastejando

Assustando

Palavra crua

Dura de se engolir

Que destroe alma

E corpo

Que entristece

Palavra fria

Como nevasca

Em terra sombria

Palavra que distancia

Corações, almas

Pessoas.

Palavra dita em hora certa

Ou incerta

Que doe, que machuca

Que assusta,

Que atemoriza

Que mostra cuidado

Ou ódio

Amor

Rancor

Palavra forte

Mesmo dita por fraca pessoa

Palavra de morte

De vida

Palavra.

Que termina

Relacionamentos

Momentos

Sentimentos

Matando sonhos

De crianças

Jovens, adultos

E velhos

Tudo por uma palavra…

… Não.

O início.

Para iniciar este blog, no qual pretendo mostrar e demonstrar todo o meu amor pela fotografia nada melhor do que uma fotografia que representasse isso, e o que é melhor pra representar o nascimento de algo novo do que um parto, contudo como não tive ainda a oportunidade de fotografar um parte acabei tendo que procurar na internet algo que pudesse utilizar gostei muito dessa:

Rotorhead's daughter Nelly

Essa paz de quem acabou de nascer, é algo único que muitos de nós, que já não somos tão jovens procuramos, essa paz que a Nelly, essa moça linda ai da foto tem é algo único, mas que podemos ter. Nesse blog além de imagens nas quais tentarei mostrar algo que diferencie o meu trabalho como fotografo e o meu amor pela fotografia, tentarei mostrar um pouco dessa paz que eu já encontrei. Imagens, poesias e outros textos que eu escreverei, espero que gostem. Aguardo comentários.